kausdev: O Basico de Bash Scripting


<section class=”post-full-content”>

Calma !!! IREI voltar a falar sobre Docker na AWS e afins  ,, mas isso e muito tambem e importante aprender ou pelo  ter uma idea da sua necessidade basica!

Não e exatemente uma linguagem de programçao .Não existe sequer uma única melhor linguagem; existem apenas idiomas adequados ou talvez pouco adequados para fins particulares. –Herbert Mayer

O shell padrão na maior parte da distribuição atual do Linux é o Bash (shell Bourne-Again). Um script de shell é um “rápido e sujo ou rapido e rasterio”  de completar tarefas longas e repetitivas no linux.

 

Shebang

A primeira linha de um script que começa com um ‘ #! ‘ é chamado de shebang. Indica o intérprete do script.

#!/bin/bash

Neste caso, o intérprete do script é bash localizado  no /bin diretorio.

Make ou Marcador Executável

É uma prática manter a extensão do script como .sh, mas isso realmente não importa. O que importa é a permissão executável do script. Os comandos a seguir podem ser usados para tornar o arquivo executável.

chmod a+x myscript.sh
chmod 755 myscript.sh

Como Deveria estar?

Para tornar esse script disponível para todos os usuários, ele deve estar nos usuários $ PATH. Isso pode ser criado em diretórios diferentes conforme o requisito.

Para tornar esse script disponível para todos os usuários, ele deve estar nos usuários  $PATH.Isso pode ser criado em diretórios diferentes conforme o requisito necessario.

  • ~/bin/ – users private scripts (~ este e o home diretorio do usuario ou user)
  • /usr/local/bin – scripts disponivel para todos usuarios do sistema
  • /usr/local/sbin – scripts disponivel apenas para root do sistema

Variaveis

Definindo uma variavel

BAIRRO=REpublica

a variavel  BAIRRO aqui foi criado um atributo valor "REpublica". Para usar essa variável podemos usar $BAIRRO ou ${BAIRRO}. se a variável for usada no meio da string onde parte da string pode ser confundida como parte do nome da variável, chaves de usuário.. <mark>Example:</mark>

echo Eu moro em ${CIDADE}.${ESTADO}

Cuidado com Espaços?

Os espaços não devem ser usados antes do sinal = ao atribuir um valor a uma variável.

  1. BAIRRO =REpublica

Seu Script tentará executar "BAIRRO" comando com um argumento, "=REpublica".

  1. BAIRRO= REpublica

Seu Script tentará executar "REpublica" “Comando com a variável ambiental  "BAIRRO" sera definido por "".

Citações “Quotes simples ou duplas

As citações “quotes” preservam espaços em branco.

CIDADE="Sao Paulo"

echo  $CIDADE # prints Sao Paulo
echo "$CIDADE" # prints Sao      Paulo
echo '$CIDADE' # prints $CIDADE

Aspas simples desabilitam a referência de variáveis.

Substituição de Comando

A substituição de comandos reatribui a saída de um comando ou até vários comandos invocando um subshell. Existem 2 maneiras de usá-lo. Ou usando  <mark>`backquotes`</mark> também conhecido como <mark>`backticks`</mark> ou usando (parênteses). Exemplo:

MYHOSTNAME=`hostname`

or

MYHOSTNAME=$( hostname )

Substitui a saída do comando hostname na variável por  MYHOSTNAME.

 

</section>


Source From: fedoraplanet.org.
Original article title: kausdev: O Basico de Bash Scripting.
This full article can be read at: kausdev: O Basico de Bash Scripting.

Advertisement


Random Article You May Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*